Brasil Tel triplica número de empregados e preocupa sindicato

quarta-feira, 16 de julho de 2008 13:14 BRT
 

Por Taís Fuoco

SÃO PAULO (Reuters) - Depois de internalizar a central de atendimento a clientes, a Brasil Telecom Participações decidiu repetir o processo com o provedor Internet Group (iG) no segundo trimestre deste ano, o que fez com que o total de funcionários triplicasse em um momento em que se negocia a venda da companhia.

O fato tem preocupado os sindicalistas diante do fato de que a Oi também controla uma companhia de prestação de serviços de atendimento, a Contax, que teve seu capital aberto em 2005 e hoje atende empresas de todo o país.

Em dezembro, a Brasil Telecom trouxe para dentro da companhia a central de atendimento da operadora, que atua em 10 Estados da região Centro-Oeste, Sul e Norte e que antes disso era terceirizada. Nesse processo, ela ganhou 10,82 mil empregados.

No segundo trimestre deste ano, a companhia decidiu fazer o mesmo processo com o iG, o que acrescentou algo como 1,2 mil empregados à central criada pela Brasil Telecom, que já totaliza 12 mil pessoas.

Dessa forma, o total de funcionários, que era de 5,86 mil em junho de 2007, saltou três vezes em junho deste ano, para 17,82 mil pessoas.

O vice-presidente de finanças e relações com investidores, Paulo Narcélio do Amaral, explicou, em teleconferência com analistas, que essa foi a causa do aumento de 40,2 por cento na conta de pessoal nas despesas da companhia em seu balanço do trimestre.

A conta de serviços de terceiros, por sua vez, caiu 5 por cento na mesma comparação com o segundo trimestre de 2007, mas o executivo não comentou a diferença.

O analista Alex Pardellas, do Banif Investment Banking, afirmou acreditar que a Contax da Oi ganhe esse contrato e que a Brasil Telecom tenha de se desfazer da central de atendimento própria.   Continuação...