iPhone poderá rodar programas desenvolvidos fora da Apple

quarta-feira, 17 de outubro de 2007 18:20 BRST
 

LOS ANGELES (Reuters) - O presidente-executivo da Apple, Steve Jobs, disse nesta quarta-feira que desenvolvedores de fora de empresa terão permissão para criar programas para o iPhone, mudando uma política corporativa que vinha irritando muitos usuários.

Bloquear a criação externa de programas que funcionariam facilmente no iPhone tem sido uma das várias restrições que incomodam consumidores, e até mesmo resultou em alguns processos judiciais.

Jobs, em comentários colocados no site da Apple, informou que um kit para desenvolvedores não estará disponível até fevereiro, enquanto a companhia estuda uma forma de desbloquear o telefone multifuncional sem expor o aparelho a programas maléficos.

"Achamos que alguns meses de paciência agora serão recompensados por muitos anos de grandes aplicativos de terceiros funcionando de forma segura e confiável nos iPhones", afirmou Jobs.

A operadora de telefonia norte-americana AT&T é vendedora exclusiva do aparelho móvel iPhone e desenvolvedores têm tentado desbloquear o dispositivo. Segundo a porta-voz da Apple, Natalie Kerris, a fabricante do telefone não mudou sua política de operadora única.

A Apple poderá exigir uma assinatura digital para programas para autenticar o desenvolvedor, disse Jobs, referindo-se a um sistema que, segundo ele, a finlandesa Nokia está implementando.