Ribbit revela plataforma aberta de telefonia via Web

segunda-feira, 17 de dezembro de 2007 12:36 BRST
 

Por Sinead Carew

NOVA YORK (Reuters) - A Ribbit, uma empresa iniciante do Vale do Silício, revelou na segunda-feira uma plataforma de tecnologia que permitirá que criadores de software incluam serviços de telefonia via Web em toda espécie de produtos, de software para empresas a sites populares de redes sociais, como o Facebook.

Além de planejar vender seus serviços diretamente a consumidores a partir do primeiro trimestre de 2008, a Ribbit anunciou que está trabalhando com mais de 600 criadores externos de software, os quais estão empregando a tecnologia desenvolvida pelo grupo para criar aplicativos de voz.

O software da Ribbit serve como uma interface entre qualquer tipo de site, email e sistema de mensagens instantâneas e telefones, comuns ou celulares. Os criadores do software não precisam ser especialistas em telefonia para desenvolver serviços com acontece com o software Flash, da Adobe, que funciona na maioria dos computadores.

"Um criador de software pode levar os serviços de telefonia para os lugares em que os usuários precisam deles", disse Crick Waters, vice-presidente de estratégia e desenvolvimento de negócios da Ribbit.

Por exemplo, disse ele, há pelo menos quatro criadores de software usando o sistema Ribbit para construir serviços que usuários poderiam incorporar a suas páginas pessoais do Facebook, popular rede social. Os serviços poderiam permitir que os membros da rede façam e recebam chamadas e verifiquem seus recados em forma transcrita para texto, sem que precisem sair de suas páginas no Facebook.

A Ribbit já criou um aplicativo que empresas poderão usar com o software de gestão de relacionamento com consumidores da Salesforce . Ele permite que funcionários liguem para clientes via Internet, usando o próprio aplicativo, e salva automaticamente uma lista dos telefonemas a clientes e transcrições dos recados de voz, além das demais informações do cliente.

Cerca de 30 empresas estão testando o serviço, que custará 25 dólares por pessoa/mês e estará disponível para usuários da Salesforce.com no primeiro trimestre. A Ribbit não revelou os termos financeiros de seu acordo com a Salesforce.

No caso de aplicativos em que a Ribbit não esteja diretamente envolvida no desenvolvimento, o desenvolvedor que usa a tecnologia pagará à empresa uma assinatura baseada no número de usuários do serviço que criou.   Continuação...