Jogos de música tomam conta da maior feira de games do mundo

quinta-feira, 17 de julho de 2008 15:22 BRT
 

Por Daisuke Wakabayashi e Jennifer Martinez

LOS ANGELES (Reuters) - E eis que de repente todo mundo quer ser uma estrela do rock. Jogos do gênero musical como "Guitar Hero" e "Rock Band" são autênticos sucessos, entrando no seleto grupo uma vez reservado somente aos games de tiro em primeira pessoa, jogos da franquia "Mario" ou títulos esportivos.

E o sucesso traz a imitação, pois os jogos musicais parecem estar em toda parte da E3, maior feira mundial de videogames, deste ano.

Enquanto a Activision mostra seu novo "Guitar Hero: World Tour" ou a MTV Games demonstra "Rock Band 2", a Nintendo apresentou pela primeira vez seu "Wii Music", um jogo que permite ao usuário simular cerca de 60 instrumentos musicais diferentes.

Já Konami e Microsoft também sinalizaram na feira que há mais jogos musicais próprios sendo desenvolvidos.

"Os musicais realmente se tornaram uma febre", afirmou Don Mattrick, vice-presidente sênior da Microsoft encarregado da unidade Xbox da empresa.

O gênero musical correspondeu por 16 por cento da venda de jogos de videogame em 2007 e foi responsável por 44 por cento do crescimento de vendas no ano passado, segundo pesquisa do banco de investimentos UBS Securities.

"É um estilo realmente animador, que está atraindo famílias e pessoas que nunca jogaram videogame antes", afirmou o presidente do Electronic Arts Games Label, Frank Gibeaus. A EA é a distribuidora do "Rock Band".

A Nintendo chamou a atenção dos fãs com seu "Wii Music", projetado pelo criador de games da empresa, Shigeru Miyamoto, que permite aos jogadores usarem os controles sensíveis ao movimento do console para tocar saxofone, violino ou outros instrumentos.   Continuação...