Mandar SMS ao volante é mais perigoso do que beber e dirigir

quinta-feira, 18 de setembro de 2008 21:20 BRT
 

Por Neal Parsons

LONDRES (Reuters) - Enviar mensagens de texto do celular enquanto se dirige um carro é mais perigoso do que dirigir bêbado ou sob influência de drogas, afirma uma pesquisa do Laboratório Britânico de Pesquisa em Transportes (TRL).

O tempo de reação das pessoas enviando mensagens por celular enquanto dirigem cai 35 por cento, enquanto que aquelas que consumiram o limite legal de álcool, ou usaram maconha, caiu 21 e 12 por cento respectivamente, segundo o estudo.

O estudo, encomendado pelo grupo automotivo RAC Foundation, descobriu ainda que a habilidade de se manter nas faixas ou de manter uma distância adequada atrás de outros veículos é pior do que a de motoristas sob a influência da maconha.

"Esta pesquisa mostra o quanto é perigoso dirigir e digitar um texto", afirmou em comunicado Nick Reed, pesquisador da TRL.

Ele afirmou que motoristas que digitaram se ditraíram tirando as mãos do volante para usar o telefone, na tentativa de ler uma pequena mensagem na tela do celular e pensando no que escrever em suas mensagens.

"Esta combinação de fatores resultaram em um prejuízo no tempo de reação e no controle do veículo colocando o motorista em risco maior do que ter consumido o limite legal de álcool", afirmou Reed à Reuters.

Uma conclusão a que pesquisadores chegaram sobre por que digitar um texto é tão perigoso é o tempo que demora para digitar um mensagem dirigindo.

O TRL afirmou que digitar um mensagem no volante demora 63 segundos, o tempo que o carro leva para percorrer 0,8 km na velocidade do centro de uma cidade e acima de 1,6 km nos limites de velocidade de uma rodovia.   Continuação...