Grupo convoca marcha na selva para libertar reféns das Farc

terça-feira, 18 de março de 2008 20:14 BRT
 

BOGOTÁ (Reuters) - Um grupo de jovens convocou pela Internet 1.000 pessoas para que entrem voluntariamente na selva da Colômbia, como parte de uma missão humanitária para resgatar pacificamente 40 pessoas sequestradas pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

A iniciativa, cujo objetivo é a libertação de vários políticos, incluindo a ex-candidata presidencial Ingrid Betancourt, desencadeou uma polêmica no país por causa de seu risco e provável ineficácia.

As Farc mantêm sequestradas 40 pessoas com finalidade política, com a intenção de trocá-las com o governo por 500 guerrilheiros presos.

"Convidamos o povo colombiano a formar um grupo de 1.000 voluntários dispostos a caminhar até San José del Guaviare, e a partir dali realizar uma operação humanitária de resgate civil dos sequestrados em poder das Farc", diz a convocatória, colocada na rede de relacionamentos Facebook.

O texto prevê uma reunião dos voluntários no dia 13 de junho na cidade de Villavicencio, para iniciar a caminhada com acompanhamento internacional e dos meios de comunicação, até San José del Guaviare, epicentro das recentes libertações de sequestrados.

(Reportagem de Luis Jaime Acosta)