Microsoft vai autorizar compra hostil de ações do Yahoo

terça-feira, 19 de fevereiro de 2008 14:50 BRT
 

SEATTLE (Reuters) - A Microsoft vai autorizar uma operação de compra hostil de ações do Yahoo esta semana para convencer a companhia de Internet a aceitar uma proposta de aquisição que tem sido rejeitada até agora pela direção da empresa, informou o blog Dealbook do New York Times.

Citando pessoas com conhecimento do assunto, o site do Times publicou que a Microsoft, que pode elevar a oferta composta por dinheiro e ações e avaliada originalmente em 44,6 bilhões de dólares, tentará nomear um grupo de diretores até 13 de março se o conselho do Yahoo não aceitar negociar.

Um porta-voz da Microsoft informou que a companhia sempre afirmou que se reservou direito de exercer todas as opções, mas não comentou especificamente sobre a informação do Dealbook.

Uma fonte próxima do assunto disse à Reuters que a compra hostil de ações custará de 20 milhões a 30 milhões de dólares. Apesar disso, a fonte disse que não tem conhecimento se a companhia tomou a decisão de promover a estratégia.

O presidente do conselho da Microsoft, Bill Gates, disse à Reuters na segunda-feira que "não há nada novo" no processo de aquisição do Yahoo. "Mandamos nossa carta e reforçamos que consideramos que é uma oferta muito justa", disse o executivo.

A oferta da Microsoft vale atualmente 41,9 bilhões de dólares.

As ações da Microsoft subiam 1,34 por cento no início da tarde enquanto os papéis do Yahoo eram negociados em queda de 1,3 por cento. O índice de ações da Nasdaq operava em alta de 0,40 por cento.