América Móvil sofre queda de 2% no lucro no 3o trimestre

sexta-feira, 19 de outubro de 2007 12:21 BRST
 

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - A mexicana América Móvil, maior operadora de telefonia celular da América Latina, anunciou uma inesperada queda de 2 por cento no lucro do terceiro trimestre. O desempenho da empresa foi abalado por maiores gastos, custos com depreciação e impostos.

A América Móvil informou que o lucro líquido entre julho e setembro caiu para 11,1 bilhões de pesos (1,02 bilhão de dólares), contra 11,3 bilhões de pesos no mesmo período do ano anterior. Apesar disso, a empresa conquistou 6,2 milhões de novos clientes.

Segundo levantamento feito pela Reuters, analistas esperavam que o lucro líquido da empresa saltasse cerca de 28 por cento, para 14,579 bilhões de pesos.

A América Móvil, controlada pelo bilionário mexicano Carlos Slim, encerrou o trimestre com 143,4 milhões de assinantes de telefonia móvel na América Latina. O Brasil e o México foram os países que mais contribuíram, com 1,7 milhão e 1,4 milhão, respectivamente.

No Brasil, a América Móvil controla a operadora Claro.

A América Móvil informou que a receita cresceu 30 por cento, para 77,8 bilhões de pesos.

Os custos saltaram 21 por cento, com incrementos em áreas como serviços e equipamentos e mais gastos comerciais.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) cresceu 44,6 por cento, totalizando 31,9 bilhões de pesos.