Resultado da Xerox no 3o trimestre supera expectativas

sexta-feira, 19 de outubro de 2007 15:54 BRST
 

NOVA YORK (Reuters) - A Xerox divulgou nesta sexta-feira resultado trimestral acima das expectativas, apoiado em vendas elevadas de novas impressoras coloridas e outros equipamentos.

O balanço também foi sustentado por um crescimento de 3 por cento nas vendas de longo prazo de contratos de fornecimento de suprimentos e serviços, também conhecidos como "pós-venda", que acompanham as vendas de equipamentos.

A receita pós-venda da Xerox representa cerca de 75 por cento do total de faturamento da companhia, afirmam analistas.

A Xerox, maior fornecedora mundial de impressoras para escritório, copiadoras e serviços relacionados, informou que o lucro líquido do terceiro trimestre caiu pela metade, para 254 milhões de dólares, ante 536 milhões de dólares um ano antes, quando a empresa foi beneficiada por um ganho fiscal.

Em termos ajustados, o lucro do trimestre passado foi 17 por cento maior que o obtido um ano antes, superando expectativas de analistas, segundo a Reuters Estimates.

A Xerox, que vem apostando no lançamento de impressoras coloridas junto de acordos lucrativos de oferta de suprimento e serviços, informou que o faturamento no trimestre subiu 12 por cento, para 4,3 bilhões de dólares, também acima da expectativa média de analistas, de 4,24 bilhões de dólares.

A presidente-executiva da companhia, Anne Mulcahy, afirmou em teleconferência que não vê a rival Lexmark International como tipo de empresa que poderia tentar comprar.

"Nossos princípios em aquisições... são sinergias onde possamos adquirir uma companhia e usá-la para motivar crescimento adicional em nossos negócios principais", afirmou a executiva em resposta a uma pergunta de analista. "Não creio que a Lexmark é uma candidata ideal dado esse tipo de visão."

A Lexmark tem sido alvo de rumores há meses de que é um possível alvo de aquisição por causa de suas competitivas impressoras a laser, capacidade de geração de caixa e ações baratas.

(Por Franklin Paul)