Acer espera que vendas fortes de computadores elevem receita

sexta-feira, 19 de setembro de 2008 10:32 BRT
 

Por Baker Li

TAIPÉ (Reuters) - A Acer, de Taiwan, terceira maior fabricante mundial de computadores, espera que as vendas mais fortes de computadores pessoais elevem sua receita para "bem perto" de 20 bilhões de dólares este ano, acima das expectativas do mercado e com alta de cerca de 40 por cento ante o ano passado.

Gianfranco Lanci, presidente-executivo da Acer, divulgou a projeção na sexta-feira e reafirmou a meta de vendas de sua empresa no terceiro trimestre, ecoando comentários feitos pelo presidente do conselho do grupo no começo do mês.

"Não vemos deterioração alguma nas vendas", disse Lanci em entrevista coletiva na Hungria, veiculada pela Internet.

A Acer espera que suas vendas no terceiro trimestre cresçam em 25 por cento ante o trimestre anterior, apesar dos recentes sinais de desaceleração setorial lançados pelas gigantes do setor, como a Dell e a Compal Electronics, de Taiwan.

"Nós dissemos que gostaríamos de chegar aos 20 bilhões de dólares este ano. Chegaremos bem perto disso", declarou Lanci na entrevista, na qual ele disse que a Acer está adotando uma estratégia multimarcas depois de adquirir a rival norte-americana Gateway e a Packard Bell, sediada em Paris.

"Venderemos mais de 30 milhões de computadores pessoais este ano", afirmou ele.

As vendas de computadores pessoais devem crescer cerca de 50 por cento em relação ao ano passado.

A projeção de receita da Acer fica acima da previsão média de 588,5 bilhões de dólares de Taiwan (18,3 bilhões de dólares) obtida pela Reuters Estimates, que também previu que a receita da Acer subiria para 806,1 bilhões de dólares de Taiwan em 2010.   Continuação...

 
<p>M&atilde;o de um homem sobre logo da Acer, ao colar o logo da empresa, em Taip&eacute;, Taiwan, no dia 23 de abril. A Acer, terceira maior fabricante mundial de computadores, espera que as vendas mais fortes de computadores pessoais elevem sua receita para 'bem perto' de 20 bilh&otilde;es de d&oacute;lares este ano, acima das expectativas do mercado e com alta de cerca de 40 por cento ante o ano passado. Photo by Nicky Loh</p>