ANÁLISE-Caso Cisco traz oportunidades, mas setor está assustado

sexta-feira, 19 de outubro de 2007 19:08 BRST
 

Por Renata de Freitas e Alberto Alerigi Jr.

SÃO PAULO (Reuters) - O momento em que se deu a operação da Polícia Federal contra o esquema de importação da multinacional Cisco abre uma janela de oportunidades para a concorrência. Mas a surpresa do episódio envolvendo a líder do mercado de equipamentos para redes de dados ameaça paralisar o setor.

Empresas de médio e grande portes, que antes tinham postura conservadora na renovação da tecnologia, já vinham apostando agora na adoção de redes baseadas no protocolo Internet (IP). Elas faziam --como se diz nesse mercado-- a "migração" de suas redes. E as operadoras de telecomunicações, com continuados investimentos na expansão das redes de Internet rápida.

Clientes, parceiros e concorrentes preferem esperar para ver o que acontecerá nos próximos dias ou semanas antes de agir.

"A janela de oportunidade comercial de agora num prazo de até seis meses é boa", afirmou um consultor que presta serviços há anos para uma das principais concorrentes da Cisco. "Podemos atender, se corrermos daqui e dali, mas o mercado todo deve se ressentir. De uma forma geral, o que ocorreu é terrível para os executivos presos, é péssimo para a Cisco e é ruim para o mercado como um todo."

No mercado brasileiro, a Cisco tem uma fatia de cerca 70 por cento, segundo vários especialistas ouvidos pela Reuters que preferiram manter o anonimato.

Muitas vezes, admitiram interlocutores até de concorrentes da fabricante norte-americana, os clientes exigem a marca Cisco alegando qualidade e confiabilidade. Com esse domínio do mercado --que se repete também no mundo, segundo relatório do grupo Dell'Oro sobre o segmento de roteadores em 2006-- tende a ser difícil fazer a substituição da marca nos projetos em andamento.

Executivo de uma grande operadora de telecomunicações admitiu que alguns clientes corporativos serão afetados. "Existe o risco de o estoque ser bem pequeno e de o cliente não ser tão compreensivo com mudança de prazo e marca", comentou esse profissional.

O momento é de fazer avaliações: qual a disponibilidade de equipamentos no mercado? Qual a extensão do problema em relação às distribuidoras Cisco? Que fabricantes são capazes de fornecer neste momento?   Continuação...