Pacto Yahoo-Microsoft pode levar a fusão, dizem analistas

segunda-feira, 19 de maio de 2008 13:00 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - Um potencial acordo de parceria entre a Microsoft e o Yahoo revelado no final de semana pode se provar o ponto de partida de uma completa aquisição, afirmaram analistas nesta segunda-feira.

Analistas do UBS disseram em relatório que as discussões de negócios entre as empresas pode ser o prelúdio para uma eventual oferta de compra direta, porque é vital para a Microsoft adquirir o Yahoo em termos amistosos.

"Um acordo de curto prazo pode agir como um passo intermediário que avançaria na direção de experimentar novas águas", escreveu o UBS.

A corretora colocou que a parceria Yahoo-Microsoft deve se focar em anúncios em buscas e será vista como uma alternativa para um cenário no qual o Yahoo terceirizaria para o Google parte de suas vendas de propagandas em anúncios web.

A Stifel Nicolas argumentou que a Microsoft pode estar procurando comprar a unidade de busca e propagandas em buscas do Yahoo, acabando por deixar o Yahoo independente porém menor, concentrado na exibição de anúncios e negócios em mídia de Internet.

Os analistas de Stifel, George Askew e Scott Devitt, alertaram que o Yahoo precisa chegar a um acordo, seja com o Google ou com a Microsoft, ou então enfrentar uma batalha pela maioria das ações com o investidor Carl Icahn, que procura estabelecer seus próprios candidatos no conselho do Yahoo.

Icahn lançou uma batalha na última quinta-feira com o intuito de substituir o conselho do Yahoo com diretores que reabririam negociações com a Microsoft, com a justificativa de que o Yahoo agiu irracionalmente ao recusar a oferta de 47,5 bilhões de dólares pela empresa.

Essa disputa "pode levar um impactado Yahoo para os braços da Microsoft" por cerca de 31 dólares por ação, afirmou a Stifel.

A Microsoft fez uma oferta de 31 dólares por ação em dinheiro e ações no final de janeiro. No início deste mês, a Microsoft discutiu elevar a oferta para 33 dólares, mas recuou na proposta depois que o Yahoo pediu pelo menos 37 dólares por ação.

Uma fonte próxima do bilionário investidor disse à Reuters no domingo, a medida da gigante do software para se aproximar do Yahoo está propensa a fazer Icahn pressionar o Yahoo para prosseguir com uma aliança com o Google.

(Reportagem de Eric Auchard)