Ações do Google avançam e podem chegar a US$900, diz corretora

terça-feira, 20 de novembro de 2007 18:46 BRST
 

Por Ramya Dilip e Eric Auchard

BANGALORE/SAN FRANCISCO (Reuters) - As ações do Google reverteram movimento de queda de duas semanas e recuperaram até cinco por cento das perdas na terça-feira. O movimento aconteceu depois que uma corretora estabeleceu preço-alvo de 900 dólares para os papéis da companhia, um novo recorde em Wall Street, sob o argumento de que a empresa está perto de estabelecer um monopólio de buscas na Web.

"Acreditamos que as buscas sejam um setor em que é natural existir monopólio, e antecipamos que, com o tempo, o Google continuará a conquistar mercado, até que atinja efetivamente os 100 por cento", afirmou Heath Terry, analista do Credit Suisse, em nota a investidores divulgada na terça-feira.

O Credit Suisse elevou de 800 para 900 dólares seu preço-alvo para as ações do Google, mencionando a expectativa de crescimento da publicidade por grandes marcas e comerciantes locais na mídia online e nos celulares.

Terry disse que as duas coisas representam extensões naturais do imenso negócio que o Google construiu na distribuição de anúncios em formato texto vinculados a resultados de buscas.

As ações do Google se valorizaram em até 5,3 por cento antes de voltarem a se acomodar em 645 dólares, com alta de três por cento, na metade do pregão da Nasdaq.

Analistas de Wall Street estimam, em média, que as ações do Google devem ser negociadas a 761 dólares nos próximos 12 meses, com a estimativa mais baixa sendo de 670 dólares. Caso as ações atinjam a meta de 900 dólares definida pelo Credit Suisse, isso representaria alta de 40 por cento.

As ações dispararam para novos picos no começo de novembro, depois que diversos analistas estabeleceram preços-alvo agressivos da ordem de 800 dólares ou mais, mas caíram nas últimas semanas devido à desaceleração na economia norte-americana.

O Google deve se beneficiar de ganhos de mercado cada vez maiores, à medida que as vantagens de escala que conquista dificultam ainda mais aos rivais justificar os pesados investimentos tecnológicos necessários à criação de um sistema de buscas competitivo.   Continuação...