Premiê britânico lamenta perda de dados de 25 mi de pessoas

quarta-feira, 21 de novembro de 2007 15:56 BRST
 

LONDRES (Reuters) - O primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, pediu desculpas nesta quarta-feira após autoridades de impostos terem perdido os dados de quase metade da população em um erro que causou uma nova crise em seu governo.

A perda de dois discos de computadores com dados de 25 milhões de pessoas expôs as vítimas ao risco de fraude e é possivelmente o maior lapso na segurança de arquivos da Inglaterra.

Isto também aumentou a pressão contra a ministro das Finanças, Alistair Darling, que foi acusado pela oposição conservadora de cometer um erro espantoso. Ele já estava sob fogo pesado por causa do fiasco bancário envolvendo o banco hipotecário Northern Rock.

"Eu sinto profundamente e peço desculpas pelo transtorno e preocupações que foram causados a milhões de famílias...", disse Brown ao Parlamento quando questionado sobre a perda dos dados.

"Quando enganos acontecem em procedimentos importantes nós temos o dever de fazer o que for possível para proteger o público", disse ele, prometendo uma revisão da segurança dos dados pessoais.

O governo disse que não existe evidências de que os discos, que desapareceram após serem enviados pela empresa holandesa de logística TNT NV, tenham caído nas mãos de criminosos.

Mas o líder conservador, David Cameron, disse: "Milhões de pessoas hoje estão preocupadas com a segurança de suas contas bancárias e a segurança dos detalhes de suas famílias... elas ficarão furiosas com o governo que falhou em seu primeiro dever de proteger o público".

Cameron disse que a brecha mostra uma falha sistemática no departamento supervisionado por Brown durante sua década como ministro das Finanças antes de substituir Tony Blair como primeiro-ministro em Junho.

(Por Adrian Croft)