22 de Maio de 2008 / às 12:34 / 9 anos atrás

Microsoft não busca compra total do Yahoo, diz presidente

<p>O presidente-executivo da Microsoft, Steve Ballmer, fala durante cerim&ocirc;nia de lan&ccedil;amento do novo centro de pesquisa da empresa, em Israel, dia 21 de maio. A Microsoft n&atilde;o est&aacute; procurando comprar todo o Yahoo, mas negocia outros tipos de acordo com o segundo maior mecanismo de busca da Internet, afirmou Ballmer, nesta quarta-feira. Photo by Gil Cohen Magen</p>

Por Ari Rabinovitch

HERZLIYA, Israel (Reuters) - A Microsoft não está procurando comprar todo o Yahoo, mas negocia outros tipos de acordo com o segundo maior mecanismo de busca da Internet, afirmou o presidente-executivo da gigante do software, Steve Ballmer, nesta quarta-feira.

“Não estamos fazendo uma oferta para comprar o Yahoo”, disse Ballmer no lançamento do novo centro de pesquisa e desenvolvimento da Microsoft em Israel.

“Ainda, estamos tentando discutir sobre acordos com o Yahoo que podem avançar, mas não uma aquisição total da companhia”, afirmou o executivo sem maiores elaborações.

No início do mês, a Microsoft retirou uma proposta de compra do Yahoo por 47,5 bilhões de dólares, ou 33 dólares por ação, depois que a empresa recusou a oferta, afirmando que não cederia por menos de 37 dólares por ação.

A Microsoft agora tenta uma oferta alternativa, propondo compra da unidade de busca do Yahoo e tomando participação minoritária na empresa de Internet, segundo informou à Reuters uma fonte próxima ao assunto essa semana.

Caso o acordo seja completado, ele deve forjar uma aliança entre as duas empresas em desafio ao rival Google, que se tornou uma potência no segmento de propagandas online.

O Yahoo informou que está considerando um “número de valor que maximize alternativas estratégicas” e que avaliará qualquer proposta feita pela Microsoft.

No domingo, o Yahoo confirmou com a Microsoft que a empresa não está interessada em adquirir toda a companhia agora mas que se mantém aberta para tentar qualquer acordo visando o melhor interesse dos acionistas.

O investidor Carl Icahn iniciou na semana passada uma batalha com o intuito de pressionar a empresa a concordar em ser comprada pela Microsoft. Deste então, diversos outros grandes acionistas do Yahoo passaram a apoiar Icahn.

Acredita-se ainda que a Microsoft está interessada em comprar o site de redes sociais Facebook como forma de expandir seus negócios de Internet. A Microsoft já possui uma pequena participação no site.

“Não há nada particularmente novo nesse front”, disse Ballmer. “Temos uma ótima relação com o Facebook e procuramos continuar investindo na parceria.”

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below