Kyocera vai comprar área de celular da Sanyo por até US$468 mi

segunda-feira, 21 de janeiro de 2008 13:07 BRST
 

TÓQUIO (Reuters) - A fabricante japonesa de eletrônicos Kyocera afirmou que comprará a unidade de celulares da Sanyo Electric por um valor entre 40 e 50 bilhões de ienes (de 375 a 468 milhões de dólares), criando a sexta maior fabricante mundial de celulares.

A Kyocera espera que o acordo, a ser completado em 1o de abril, irá impulsionar suas enfraquecidas operações, já que a Sanyo possui a Sprint Nextel como sua maior cliente no mercado, enquanto a Sanyo visa concentrar seus esforços em produtos como baterias recarregáveis.

"Precisamos fortalecer nossas operações em outros continentes, mas nossos próprios recursos são limitados", afirmou o presidente da Kyocera, Makoto Kawamura, em conferência.

"Não podemos esperar um rápido crescimento no mercado doméstico com tantos fabricantes de celular e tanta competitividade", acrescentou o executivo.

Mas especialistas da indústria afirmam que a medida não deve oferecer à Kyocera o tipo de crescimento nesse setor que ela precisa para competir de igual para igual com gigantes como a Nokia e a Samsung Electronics .

Segundo a empresa de pesquisa Gartnet, a Kyocera foi a nona maior fabricante de celulares no terceiro trimestre de 2007, a Sanyo ocupava a décima posição.

Suas operações combinadas a colocariam atrás da Nokia, Samsung, Motorola Inc, da joint venture entre Sony Corp e Ericsson, e LG Electronics, segundo dados da Gartner.

Mas uma fatia de apenas 1,5 por cento do mercado global para as unidades de celular da Kyocera e da Sanyo ficaria bem atrás dos 7,1 por cento de mercado atingido pela quinta colocada nesse quesito, a LG.

O preço final de venda da unidade de celulares da Sanyo será estabelecido em setembro, segundo um porta-voz da Sanyo.

(Reportagem de Kiyoshi Takenaka)