Investidores preocupam-se com saúde de Steve Jobs

segunda-feira, 21 de julho de 2008 13:44 BRT
 

BANGALORE, Índia (Reuters) - Preocupações da indústria e de investidores sobre a saúde do presidente-executivo da Apple, Steve Jobs, não diminuíram mais de um mês depois que ele surgiu muito magro na conferência anual da companhia para desenvolvedores, publicou o New York Post nesta segunda-feira.

Enquanto blogs e observadores da indústria ponderam se Jobs, de 53 anos, está sofrendo de complicações causadas, ou por um reaparecimento, de um câncer pancreático curado há quatro anos por cirurgia, a Apple tem afirmado que o executivo tem se tratado de um "problema comum" e está tomando antibióticos.

Parte da razão da preocupação sobre a saúde de Jobs é que a Apple não tem um plano de sucessão pronto, acrescentou o jornal.

Investidores de hedge funds da Apple, que deve publicar resultado trimestral nesta segunda-feira, estão muito preocupados, informou ao jornal uma fonte em Wall Street que falou com alguns acionistas da companhia.

Múltiplas fontes, que se encontraram com Jobs nas semanas que marcaram o lançamento do iPhone 3G em 11 de julho, afirmaram que ficaram abaladas pela magreza do executivo, publicou o jornal em seu site.

A Apple tem um histórico de morosidade quando se trata de admitir que Job está doente. O diagnóstico de câncer de outubro de 2003 não foi revelado até depois da remoção do tumor pancreático, citou o Post.

Recentes rumores afirmam que a companhia tinha conhecimento da condição de Jobs nove meses antes do anúncio público, segundo o diário.

Representantes da Apple não puderam ser imediatamente contatados para comentar o assunto.

 
<p>O presidente-executivo da Apple, Steve Jobs, fala durante confer&ecirc;ncia em San Francisco, Calif&oacute;rnia, dia 9 de junho. Preocupa&ccedil;&otilde;es da ind&uacute;stria sobre a sa&uacute;de de Jobs n&atilde;o diminu&iacute;ram mais de um m&ecirc;s depois que ele surgiu muito magro na confer&ecirc;ncia anual da companhia para desenvolvedores, publicou o New York Post nesta segunda-feira. Photo by Kimberly White</p>