Presidente da Cisco e mais dois executivos deixam a prisão

segunda-feira, 22 de outubro de 2007 08:29 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - Três executivos da Cisco do Brasil, incluindo o presidente da empresa Pedro Ripper, deixaram a carceragem da Polícia Federal na madrugada do domingo, informou a companhia em comunicado.

Os funcionários haviam sido detidos na terça-feira junto a outros suspeitos de participação em um esquema fraudulento de importações que teria a Cisco como principal beneficiada. Segundo nota da empresa, nenhuma acusação formal foi feita aos três funcionários libertados neste domingo.

"A empresa aguarda pelo retorno de Pedro Ripper às suas funções como presidente da Cisco no Brasil", afirmou o comunicado.

Segundo a Receita Federal, que ao lado da PF desbaratou a suposta quadrilha na Operação Persona, desde 2002 pelo menos 500 milhões de dólares em equipamentos para redes corporativas foram importados com subfaturamento e sonegação de impostos.

Os tributos sonegados, somados às multas e juros incidentes, chegariam a 1,5 bilhão de reais, segundo a Receita.

(Por Eduardo Simões)