Yahoo vai demitir centenas de funcionários neste mês--fonte

terça-feira, 22 de janeiro de 2008 09:12 BRST
 

Por Eric Auchard

SAN FRANCISCO (Reuters) - O Yahoo planeja corte de funcionários no fim do mês, o que deve acarretar demissão de centenas dos 14 mil funcionários da empresa, afirmou uma fonte familiar à questão na segunda-feira.

A porta-voz Diana Wong preferiu não comentar um artigo publicado no blog Silicon Alley Insider, que afirmou no sábado que o Yahoo criou uma lista de "1,5 a 2,5 mil empregos que devem ser eliminados nas próximas duas semanas".

A fonte afirmou que o artigo exagerou significativamente na escala dos potenciais afastamentos, cujo número exato ainda está em definição, mas que deve ser anunciado quando a empresa reportar seus resultados anuais em 29 de janeiro.

"Haverá algumas reduções na força de trabalho", disse a fonte à Reuters. "Provavelmente serão centenas".

O número de funcionários do Yahoo era de 14 mil até o final de 2007, 23 por cento acima dos 11,6 mil empregados da empresa em 2006, segundo dados da emprsa.

A fonte afirmou que a empresa espera encerrar 2008 com o mesmo número de funcionários que começou o ano, perto de 14 mil, o que sugere que haverá contratações em áreas estratégicas e cortes em outras divisões.

Escrevendo ao Silicon Valley Insider, o ex-analista de Wall Street Henry Blodget disse que o presidente-executivo do Yahoo, Jeey Yang, ainda estava decidindo ir à frente ou não com os afastamentos -- e que poderia abandonar o plano se o preços das ações mostrasse recuperação.

"Acreditamos que o Yahoo deva reduzir sua força de trabalho em pelo menos mil pessoas", colocou Blodget.

A empresa tem procurado reconcentrar seus negócios em três áreas chave para impulsionar o crescimento frente à forte competição com rival Google e redes sociais em ascensão como o Facebook.

Os afastamentos irão se concentrar em aéreas não estratégicas pela administração de Yang. O foco será "qualquer coisa que não esteja dentro das três grandes apostas", apontou a fonte.

 
<p>Jerry Yang, diretor-executivo do Yahoo, em imagem de arquivo. O Yahoo planeja corte de funcion&aacute;rios no fim do m&ecirc;s, o que deve acarretar demiss&atilde;o de centenas dos 14 mil funcion&aacute;rios da empresa. Photo by Rick Wilking</p>