Microsoft conecta dados de celulares e PCs em seu serviço Live

quarta-feira, 23 de abril de 2008 11:55 BRT
 

Por Daisuke Wakabayashi

SAN FRANCISCO (Reuters) - A Microsoft começou a testar uma tecnologia que para conectar dados de imagens pessoais, documentos e outras informações espalhados num número cada vez maior de máquinas com o intuito de permitir que as pessoas acessem seus dados de qualquer lugar em qualquer momento.

O programa "Live Mesh" da Microsoft, que usa a Internet como hub (centro) de dados, sincroniza arquivos entre computadores, telefones e outros dispositivos de tal forma que um porta-retrato digital em casa possa exibir uma foto minutos depois que ela tenha sido tirada por um telefone celular.

Inicialmente o programa será limitado a 10 mil pessoas que o testarão nos Estados Unidos no sistema operacional Windows, mas a Microsoft afirma que planeja ampliar o Live Mesh nos próximos meses para telefones celulares, computadores da Apple e outros aparelhos conectados à Internet.

O projeto é idéia de Ray Ozzie, que substituiu o co-fundador da Microsoft, Bill Gates, como chefe de arquitetura de software, e ressalta a estratégia online equilibrada da empresa.

A Microsoft, força dominante no programas executados a partir do processamento local do computador, tem visto concorrentes como o Google e Salesforce.com ameaçarem sua força com seus programas oferecido via Internet.

"Como nossa indústria evoluiu por causa da transformação dos serviços catalisados em rede, a Microsoft evoluiu também", escreveu Ozzie em memorado enviado aos funcionários da empresa nesta quarta-feira.

O Live Mesh se junta à tendência da indústria na "cloud computing", na qual a informação é centralmente armazenada em sites da rede em vez de dispositivos locais, oferecendo fácil acesso aos usuários em qualquer lugar.

Analistas da indústria afirmaram que o produto pode sinalizar um momento divisor de águas dentro da Microsoft, que via essa tecnologia como uma ameaça no passado.   Continuação...