Receita com transmissão de dados móveis pode superar US$200 bi

quarta-feira, 23 de julho de 2008 16:38 BRT
 

LONDRES (Reuters) - As receitas globais de serviços de dados pelo celular poderão superar 200 bilhões de dólares este ano, acima dos 157 bilhões de dólares gerados em 2007, comandadas pela expansão de redes avançadas e pela popularidade de dispositivos com navegador à Internet, como o iPhone da Apple.

A receita com dados pelo celular no primeiro trimestre deste ano cresceu 43 por cento, para 49 bilhões de dólares, divulgou nesta quarta-feira a empresa britânica de pesquisas Informa Telecoms & Media.

A operadora japonesa NTT DoCoMo foi a companhia que gerou a maior fatia dessa receita global, com 3,6 bilhões de dólares.

A NTT superou o volume gerado pela China Mobile, maior operadora mundial de celulares em número de clientes, que faturou 3,5 bilhões de dólares com serviços que não envolvem voz.

As operadoras de telefonia estão ansiosas por elevar a receita de dados, à medida que seu negócio tradicional de voz está em declínio, graças ao aumento do uso de telefonia pelo protocolo IP e às políticas de preços praticadas.

A Informa disse que as operadoras conseguem hoje um quinto de sua receita total com a transmissão de dados, como as mensagens de texto (SMS).

A Smart Communications, das Filipinas, foi a única operadora que gerou a maior parte de sua receita com outros serviços que não a voz, graças à popularidade do SMS naquele país.

A região Ásia-Pacífico como um todo gerou 40 por cento de toda a receita de transmissão de dados do primeiro trimestre, segundo a Informa.

(Por Georgina Prodhan)