Diretor financeiro da Microsoft estuda oferta hostil pelo Yahoo

quinta-feira, 24 de abril de 2008 21:06 BRT
 

SAN FRANCISCO/SEATTLE (Reuters) - A Microsoft Corp está considerando fazer uma oferta hostil pelo Yahoo já na semana que vem se o Yahoo não iniciar negociações logo, disse o diretor financeiro Chris Lidell na quinta-feira.

Liddell repetiu a ameaça do diretor executivo Steve Ballmer na quarta-feira, de retirar a oferta da Microsoft de 31 dólares por ação se o Yahoo não comece a negociar. A direção do Yahoo tem "expectativas não realistas" sobre o seu valor, disse Lidell.

"Fomos claros que a rapidez é essencial para fazer sentido", disse Lidell a investidores em uma conferência por telefone para discutir resultados trimestrais.

Ele apontou que o dobro de pessoas ouviam a ligação devido à negociação.

A Microsoft disponibilizará uma atualização sobre seus planos para o Yahoo na próxima semana, disse Lidell. A companhia estabeleceu um prazo de até sábado para que o Yahoo chegue a um acordo. Se isto não acontecer, a Microsoft irá lançar uma campanha de procuração para conseguir apoio para uma fusão. Mais cedo, a Microsoft reportou vendas fracas do Windows para seu terceiro trimestre fiscal encerrado em março e fez uma previsão para o quarto trimestre, colocando-se no piso das expectativas de Wall Street, o que derrubou suas ações em quase 5 por cento.

(Reportagem de Eric Auchard, Daisuke Wakabayashi e Nichola Groom)