Microsoft pode manter XP se clientes quiserem, diz presidente

quinta-feira, 24 de abril de 2008 10:58 BRT
 

Por David Lawsky

LOUVAIN-LA-NEUVE, Bélgica (Reuters) - A Microsoft pode repensar os planos de descontinuar o sistema operacional Windows XP em 30 de junho caso os consumidores demonstrem interesse nele, disse o presidente-executivo da companhia, Steve Ballmer, acrescentando que até agora eles não fizeram isso.

"O XP está chegando ao fim da vida. Anunciamos a data. Caso as reações dos clientes variem podemos sempre mudar de idéia, mas no momento temos um plano para encerrar novas do XP", disse Ballmer em entrevista coletiva na quinta-feira.

A Microsoft anunciou que deixará de licenciar o Windows XP para fabricantes de computadores e que encerrará as vendas do produto no varejo em 30 de junho.

Ballmer disse que a maioria dos grupos de varejo está vendendo computadores com o Windows Vista, a mais recente versão do sistema operacional de sua empresa, e que a maioria dos compradores estava optando pelo Vista.

Mas alguns consumidores se queixaram de que não estão conseguindo comprar o XP nos computadores vendidos em lojas, ou em forma direta. Eles se queixam de que, a fim de conseguir o XP em suas máquinas, precisam comprá-lo como pequenas empresas.

"No ambiente de negócios, ainda temos clientes que compram computadores com o XP" porque os departamentos de tecnologia da informação muitas vezes precisam trabalhar com máquinas mais velhas, disse Ballmer.

O Vista requer processador de alta velocidade, instalado apenas em computadores mais novos.

Ballmer também foi perguntado se sua empresa apelará da multa de 899 milhões de euros (1,42 bilhão de dólares) imposta pela Comissão Européia, em fevereiro.

"Não tenho nada a dizer sobre isso hoje, lamento", respondeu o executivo.

A empresa precisa decidir até o começo de maio se apelará da multa à Corte Européia de Primeira Instância. A multa foi imposta porque a Comissão considerou que a Microsoft teve práticas comerciais que foram contra leis de defesa da competição.