Brasil apreende 11 milhões de CDs e DVDs piratas em três meses

sexta-feira, 25 de abril de 2008 15:55 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - Mais de 800 operações policiais em todo o país apreenderam entre janeiro e março deste ano cerca de 11 milhões de mídias piratas, como CDs e DVDs virgens e de músicas e filmes, informou nesta sexta-feira a Associação Antipirataria de Cinema e Música (APCM).

A região Sul lidera o ranking com 66 por cento das apreensões, totalizando 7,2 milhões de mídias piratas em três meses. Dessas, 6,5 milhões eram DVDs e CDs virgens.

O Sudeste, em segundo lugar, registrou 2,8 milhões de mídias piratas apreendidas. Das 822 operações policiais realizadas no período pelo Brasil, a região concentrou 64,4 por cento do total.

Apesar da região da Grande São Paulo ter sido alvo de 19 por cento das operações promovidas no Sudeste, foi no interior de São Paulo onde aconteceram mais apreensões -- 1,3 milhão de mídias piratas, contra 777 mil no Rio de Janeiro e 461 mil na capital paulista.

A APCM, criada em abril de 2007 para combater produtos falsificados envolvendo música e cinema, não divulgou dados comparativos.

A entidade é vinculada à Motion Picture Association (MPA), que representa seis grandes estúdios de cinema dos Estados Unidos, e à Associação Brasileira de Produtores de Discos (ABPD), que reúne oito gravadoras nacionais.

Sem especificar regiões, a associação afirmou que durante 2007 foram apreendidas 42 milhões de mídias pelo país, incluindo 9,3 milhões de CDs e DVDs ligados à música.

Para comparar, no ano passado foram vendidos legalmente 31,3 milhões de CDs gravados e DVDs de shows, uma queda para a indústria musical brasileira de 17,2 por cento em relação a 2006, de acordo com outro relatório divulgado no mês passado pela ABPD.

"No Brasil, mais de 50 por cento dos DVDs que circulam são piratas. Diante disso, é fundamental que sejam tomadas medidas preventivas para evitar que estes problemas se espalhem e, assim, a indústria legítima possa continuar crescendo no país", disse em comunicado Márcio Gonçalves, diretor antipirataria para a América Latina da MPA.

A entidade divulgou ainda que a Receita Federal apreendeu um total de 100 milhões de reais em mercadorias entre CDs, DVDs e máquinas de gravação na fronteira do país com o Paraguai entre 2005 e 2008. Só em CDs virgens foram 12 milhões apreendidos na região em 2007, contra 9,1 milhões em 2006 e 8,2 milhões em 2005. (Por Fernanda Ezabella)