Agência da Microsoft vê desafios em formatos de anúncios na Web

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008 09:54 BRT
 

Por Michele Gershberg

NOVA YORK (Reuters) - Canais novos e promissores para o crescimento da publicidade na Internet, dos celulares às redes sociais, continuam a enfrentar desafios substanciais em 2008 para persuadir anunciantes a investir neles, disse um executivo da Avenue A/Razorfish, agência de publicidade especializada na Web.

Jeff Lanctot, vice-presidente sênior da Avenue A, descreveu a publicidade em celulares, mídia social e sites de vídeo na Web como "ainda despreparada para o horário nobre", "um trabalho em curso" e "ainda distante" da padronização, respectivamente, em entrevista à Reuters.

Cada um desses três canais representa uma grande aposta para as maiores empresas mundiais de Internet, especialmente em um momento no qual os investidores demonstram preocupação sobre como os serviços de busca na Web e outros formatos estabelecidos enfrentarão a possível recessão que ameaça os Estados Unidos este ano.

A Avenue A é parte do grupo de marketing online aQuantive, adquirido no ano passado pela Microsoft em uma transação de 6 bilhões de dólares. A Microsoft posteriormente lançou uma oferta não solicitada de 41 bilhões de dólares pelo controle do Yahoo, a fim de melhor competir com o líder nos serviços de busca, Google .

Em relatório anual sobre a situação do mercado de publicidade digital, lançado domingo, a Avenue A informa que as atuais tendências dificultarão que os grandes grupos de conteúdo na Web elevem sua receita publicitária em 2008, já que os anunciantes estão dividindo suas verbas entre mais sites.

A agência detinha contas com orçamentos publicitários da ordem de 735 milhões de dólares em 2007, 36 por cento acima do total do ano precedente. Em 2008, esse montante pode chegar a 1 bilhão de dólares, de acordo com estimativas setoriais.

Em 2007, o grupo investiu o dinheiro de seus clientes em mais de 1,8 mil sites, ante 863 no ano anterior. E essa mudança veio em detrimento de grandes portais como o Yahoo e o MSN, da Microsoft.