Lucro da Motorola despenca, mas supera expectativas no 3o tri

quinta-feira, 25 de outubro de 2007 13:36 BRST
 

NOVA YORK (Reuters) - A Motorola divulgou nesta quinta-feira um pequeno lucro em suas operações contínuas relativas ao terceiro trimestre e previu ganho no atual trimestre, mesmo com queda de receita na comparação com o ano passado.

Apesar da queda no lucro, as ações da companhia operavam em alta de mais de 5 por cento nesta tarde pois os números superaram as expectativas do mercado, em um sinal de que a empresa começou a recuperar seus negócios.

A empresa, que divulgou prejuízo nos dois primeiros trimestres do ano, informou que teve lucro de 40 milhões de dólares com operações contínuas, ou 0,02 dólar por ação, ante um lucro de 727 milhões de dólares, ou 0,29 dólar por ação no mesmo período do ano anterior. O lucro líquido caiu de 968 milhões de dólares há um ano para 60 milhões de dólares no trimestre passado.

O resultado inclui encargos de 0,04 dólar por ação gerados por cortes de empregos e baixas contábeis de ativos.

A receita caiu de 10,6 bilhões de dólares um ano antes para 8,8 bilhões de dólares, em linha com estimativa de analistas consultados pela Reuters Estimates.

A companhia vendeu 32,7 milhões de celulares no trimestre, o que dá a ela uma participação de mercado de cerca de 13 por cento. Estimativas dos analistas variavam de 35 milhões a 38 milhões de aparelhos.

A divisão de celulares da empresa divulgou prejuízo operacional de 138 milhões de dólares ante ganho de 843 milhões de dólares no mesmo trimestre de 2006. A receita com venda de telefones móveis caiu 36 por cento, para 4,5 bilhões de dólares.

A companhia vem perdendo mercado para a líder Nokia e para a Samsung, que tomou da Motorola o posto de segunda maior fabricante de celulares do mundo no segundo trimestre, e passou a concorrer com o iPhone, da Apple

As ações da Motorola, que tem sido criticada por não ter lançado um forte linha sucessora do popular celular Razr, perderam quase um terço de seu valor nos últimos doze meses.