iPhone: Vivo chega com preço menor e lote maior que a Claro

quinta-feira, 25 de setembro de 2008 18:36 BRT
 

Por Taís Fuoco

SÃO PAULO (Reuters) - A acirrada disputa entre as duas primeiras colocadas no mercado brasileiro de celulares pôde ser percebida nas estratégias de lançamento do iPhone, que começa a ser vendido no país na sexta-feira.

Depois de a Claro anunciar que teve acesso a um lote inicial de 30 mil aparelhos e prever, inclusive, a escassez do modelo diante da forte demanda, a Vivo anunciou nesta quinta-feira preços menores que a concorrente e um lote mais de seis vezes maior.

A Vivo é a maior operadora do Brasil em número de clientes, enquanto a Claro assumiu a segunda posição no mês de agosto, posto que havia perdido para a TIM há quatro anos.

Vivo e Claro são as únicas cujas controladoras possuem acordo com a Apple para a venda do celular iPhone no Brasil.

No caso da Claro, os preços variam entre 1 mil e 2,6 mil reais, masa o preço mais baixo é obtido graças a descontos mensais na franquia.

A Vivo, por sua vez, anunciou preço básico de 899 reais para o modelo de 8 GB e de 2.199 reais para a versão de 16 GB.

O presidente da Vivo, Roberto Lima, explicou, entretanto, que, a partir desse preço básico, a companhia fornece descontos de acordo com o perfil do cliente, o tempo em que ele está na base da operadora e o plano de minutos que ele tem.

Ele ressaltou, em entrevista à Reuters, que "o foco é nos clientes da base" neste primeiro momento.   Continuação...

 
<p>iPhone: Vivo chega com pre&ccedil;o menor e lote maior que a Claro. A acirrada disputa entre as duas primeiras colocadas no mercado brasileiro de celulares p&ocirc;de ser percebida nas estrat&eacute;gias de lan&ccedil;amento do iPhone, que come&ccedil;a a ser vendido no pa&iacute;s na sexta-feira. Foto do Arquivo.REUTERS/Jayanta Shaw (INDIA) (Newscom TagID: rtrphotosthree667960) [Photo via Newscom]</p>