Ásia e África impulsionam demanda por celulares no 3o trimestre

quinta-feira, 25 de outubro de 2007 15:51 BRST
 

HELSINQUE (Reuters) - A robusta demanda de mercados emergentes na Ásia e na África impulsionou as vendas de aparelhos celulares no terceiro trimestre em relação ao período anterior, com as empresas na expectativa de outro salto na temporada de compras de fim de ano.

Todos os fabricantes de celulares venderam um total de 285 milhões de aparelhos no terceiro trimestre, com forte demanda na Ásia e África impulsionando as vendas em 12 por cento na comparação com mesmo período do ano passado, informou a empresa de pesquisa Strategy Analytics.

A principal beneficiada com o crescimento dos países emergentes foi a maior fabricante do mundo, a Nokia, que vendeu mais aparelhos que as três rivais mais próximas somadas. A companhia finlandesa detém uma forte liderança em mercados emergentes, incluindo China e Índia.

Os principais fabricantes de celulares esperam que o mercado cresça mais de 10 por cento no quarto trimestre, mas analistas afirmam que problemas com oferta de componentes podem conter a expansão.

A Strategy Analytics informou que a escassez de componentes pode reduzir as vendas em cerca de 5 milhões de unidades no trimestre e que o problema pode continuar em 2008.

"Entendemos que pelo menos quatro dos cinco maiores fabricantes do mundo atualmente enfrentam problemas de escassez de componentes, principalmente telas de cristal líquido (LCD)", disse o analista Neil Mawston, da Strategy Analytics.