Rússia lança últimos satélites para ter sua própria rede GPS

quarta-feira, 26 de dezembro de 2007 10:26 BRST
 

MOSCOU (Reuters) - A Rússia lançou com sucesso na terça-feira um foguete transportando os últimos três satélites necessários para completar seu sistema de navegação GPS, que irá rivalizar com o norte-americano.

O sistema de mapeamento militar GLONASS funciona na maior parle da Rússia e espera-se que tenha cobertura global até o fim de 2009, com todos os 24 satélites em operação.

O trabalho na GLONASS (sigla para Global Navigation Satellite System) começou na União Soviética em meados da década de 1970 para proporcionar às forças armadas alcance global.

O colapso na economia russa no fim da década de 1990 fez os recursos para o projeto minguarem, mas o presidente Vladimir Putin assegurou que agora o projeto é financiado por orçamentos do governo.

Um representante afirmou que o GLONASS será usado principalmente em conjunto com o sistema de posicionamento global dos Estados Unidos, que Washington pode desativar para assinantes civis, como fez durante as recentes operações militares no Iraque.

(Reportagem de Chris Baldwin)