Novo "Guitar Hero" impulsiona Activision em games de música

sexta-feira, 26 de outubro de 2007 11:06 BRST
 

Por Scott Hillis

SAN FRANCISCO, Estados Unidos (Reuters) - A Activision está pronta para lançar "Guitar Hero 3", em meio a expectativas de que o mais recente título de sua série de videogames de música gere vendas imensas para a segunda maior produtora de videogames dos Estados Unidos.

Os fãs também vêm acompanhando os detalhes sobre o novo jogo com a atenção que poderiam dedicar a um disco novo de sua banda favorita.

A espera se encerra no domingo, quando o jogo chegará às lojas, oferecendo uma lista de canções com dezenas de sucessos de bandas como Metallica, Guns N'Roses e Rolling Stones.

Os novos recursos incluem um controlador na forma de uma guitarra Gibson, um modo de competição no qual os jogadores podem desafiar amigos a duelos de guitarra e mais versões originais de canções, em lugar de covers.

O jogo é a muito aguardada continuação de um dos grandes sucessos do ano, "Guitar Hero 2", cujas vendas atingiram os 3,9 milhões de cópias até setembro, de acordo com a NPD.

O jogo se tornou um fenômeno cultural. Bares realizam concursos de "Guitar Hero" e os entusiastas mandam vídeos para a Web com seus melhores desempenhos. Uma busca por "guitar hero" no YouTube gera 76,1 mil resultados.

Os números de vendas do game são ainda mais impressionantes se considerarmos que seu preço mínimo é de 80 dólares, já que ele inclui um controlador em forma de guitarra. (A maioria dos videogames custam cerca de 60 dólares). Enquanto notas coloridas se despejam pela tela de vídeo, os jogadores têm de acionar os botões das cores correspondentes no braço da guitarra.

A expectativa em torno de "Guitar Hero 3" ajudou a impulsionar as ações da Activision, apesar da chegada de um jogo rival ao mercado, prevista para o mês que vem. As ações da Activision subiram 33 por cento até agora este ano, comparadas à alta de cerca de 14 por cento registrada por sua rival de maior porte, a Electronic Arts.