Chile adia para março decisão sobre televisão digital

quarta-feira, 26 de dezembro de 2007 11:55 BRST
 

SANTIAGO (Reuters) - O Chile adiou para março a decisão sobre o padrão de televisão digital --japonês, europeu ou norte-americano-- que será adotado pelo país, disse na segunda-feira o porta-voz do governo, Francisco Vidal.

"A presidente (Michelle Bachelet) pediu mais estudos, de natureza técnica, para não errarmos em nossa decisão", afirmou a repórteres.

Bachelet disse que o padrão escolhido será o que melhor atender às necessidades do país e aquele capaz de possibilitar o melhor acesso à televisão aberta e gratuita. O governo havia se comprometido a tomar uma decisão até 31 de dezembro.

O período de transição para a televisão digital deve levar pelo menos oito anos, e o governo espera ver a primeira transmissão digital em 2010 para as principais cidades chilenas.

O país tem seis redes de televisão, cinco privadas e uma estatal.

O serviço de televisão paga é dominado pela operadora de cabo VTR, unidade da norte-americana Liberty Global, e tem a presença também da espanhola Telefónica . O serviço de satélite é fornecido pela DirecTV .

"Março ou final de março seria um momento melhor para saber com certeza a decisão que o governo tomará... uma decisão tomada com base em dados técnicos sólidos", disse Vidal. (Reportagem de Rodrigo Martínez)