Sony assume um terço de fábrica de LCD da Sharp de US$3,5 bi

terça-feira, 26 de fevereiro de 2008 15:57 BRT
 

TÓQUIO (Reuters) - A Sony informou na terça-feira que vai assumir um terço de uma fábrica de painéis de cristal líquido (LCD) da Sharp, que deve ficar pronta em março de 2010 ao custo de 3,5 bilhões de dólares. A empresa quer se preparar para atender à demanda crescente por aparelhos com telas estreitas.

O anúncio marca o mais recente episódio na série de alianças entre fabricantes de televisores de telas estreitas, que tentam assegurar fornecimento de componentes em quantidade suficiente em um momento de investimentos pesados e de forte queda de preços de seus produtos.

A Sony quer uma nova fonte de painéis além de sua parceria em LCD com a Samsung Electronics. Por outro lado, o acordo dá à Sharp um parceiro que ajudará a dividir os pesados investimentos e manterá a futura fábrica ocupada.

A Sharp, que vende TVs LCD Aquos, planeja transformar a fábrica de telas de cristal líquido, que será a maior do mundo, em uma joint-venture. A Sharp ficará com 66 por cento da unidade e a Sony com o restante.

Ambas as empresas se negaram a informar quanto investirão na fábrica.

Sony e Sharp são a segunda e terceira maiores fabricantes de televisores LCD do mundo, atrás apenas da sul-coreana Samsung, segundo dados de 2007 da empresa de pesquisa DisplaySearch.

(Por Kiyoshi Takenaka)