Varejistas dos EUA querem que consumidores comprem pela Web

segunda-feira, 26 de novembro de 2007 17:12 BRST
 

Por Nicole Maestri

NOVA YORK (Reuters) - As cadeias norte-americanas de varejo, que apostaram em ofertas para o início da estação de compras com o feriado do Dia de Ação de Graças, estão agora tentando atrair consumidores a gastarem mais dinheiro em compras na Internet.

Wal-Mart, Best Buy, Sears e Staples colocaram ofertas especiais em seus sites, esperando que consumidores troquem visitas em lojas por compras online.

Os descontos acontecem no início do chamado "Cyber Monday", termo usado pela Shop.org, rede que reúne diversos varejistas. A expressão, "segunda-feira cibernética" em português, marca o início da temporada em que os consumidores se conectam à Internet a partir do trabalho para procurar presentes que não encontraram a tempo do Dia de Ação de Graças.

Mas a "Cyber Monday" normalmente não é o maior dia de compras pela Internet da temporada, e neste ano varejistas não esperaram o fim de um dos feriados mais importantes dos EUA para fazer a ofensiva online.

As cadeias de lojas norte-americanas começaram a oferecer descontos antes disso, e algumas liquidações da "Cyber Monday" ou foram iniciadas no domingo ou vão ser estendidas até sexta-feira.

As ofertas acontecem em meio à preocupação de varejistas com o poder de compra dos consumidores --que estão com o bolso mais apertado pelos problemas do mercado imobiliário nos EUA, por maiores custos de alimentos e energia, e pela crise do crédito.

Uma pesquisa mostrou que para o feriado de Ação de Graças os consumidores dos EUA gastaram uma média de 347,44 dólares, 3,5 por cento menos do que os 360,15 dólares há um ano.