Sony abandona mercado de TVs de retroprojeção

quinta-feira, 27 de dezembro de 2007 11:46 BRST
 

TÓQUIO (Reuters) - A Sony anunciou na quinta-feira que vai parar de fabricar televisores de retroprojeção, tornando-se a mais recente companhia a se distanciar de uma tecnologia que já foi considerada como promissora rival das telas de cristal líquido (LCD) e de plasma.

A Sony vai concentrar seu foco em LCD e na tecnologia de diodo orgânico emissor de luz (Oled) para atender ao mercado de TVs estreitas, que tem crescido rapidamente à medida que consumidores trocam seus volumosos aparelhos de tubo por telas mais finas de LCD e plasma. A gigante dos eletrônicos planeja parar de produzir TVs de retroprojeção em três fábricas no Japão e no exterior em fevereiro, informou um porta-voz da companhia.

A Seiko Epson anunciou no início do mês a suspensão da produção e vendas de TVs de retroprojeção, enquanto a Hitachi deixou o segmento na América do Norte este ano.

A demanda por aparelhos de retroprojeção, que já dominaram o segmento de televisores de grande formato, tem encolhido depois que os fabricantes começaram nos últimos anos a oferecer TVs LCD e de plasma maiores e a preços menores.

Em outubro, a Sony reduziu sua meta de vendas de TVs de retroprojeção para o ano fiscal em 43 por cento, para 400 mil unidades.

(Por Taiga Uranaka e Nathan Layne)