Companhia islâmica inicia fundo de nanotecnologia de US$100 mi

terça-feira, 27 de maio de 2008 11:24 BRT
 

MANAMA (Reuters) - A Arbah Global, companhia de investimentos do Barein, lançou nesta segunda-feira o que chama do primeiro fundo de nanotecnologia do mundo voltado para um setor que atravessa franco crescimento.

O fundo de cinco anos, que investe seus recursos de acordo com os mandamentos da lei islâmica, vale 100 milhões de dólares e está buscando retorno de 35 por cento.

A companhia cita que estimativas da indústria avaliam o mercado de nanotecnologia, ciência que manipula a matéria em nível molecular e atômico, como movimentando 290 bilhões de dólares este ano e 1,2 trilhão de dólares até 2015.

"Muito do que fizermos no futuro será envolvido nessa tecnologia cujas oportunidades são potencialmente ilimitadas", disse Dhafer Alqahtani, presidente-executivo da Arbah Global.

A nanotecnologia tem várias aplicações em campos importantes da indústria como petróleo e petroquímica. Os usos potenciais incluem formação de membranas no óleo para reduzir poluição, roupas que não se desgastam ou vidro inquebrável.