Danos à Oracle em caso com a SAP pode chegar a US$1 bilhão

sexta-feira, 27 de junho de 2008 11:53 BRT
 

FRANKFURT (Reuters) - A indenização pedida pela fabricante de software Oracle pode chegar a 1 bilhão de dólares em processo por propriedade intelectual que a empresa abriu contra a rival SAP AG, segundo documentos apresentados no tribunal.

A Oracle está processando a TomorrowNow, uma subsidiária da SAP, por roubo corporativo e alega que foram feitos downloads ilegalmente em grandes quantidades de materiais de serviços de clientes da Oracle pela TomorrowNow e que esta repassou os documentos à SAP.

"Como os acusados não deram à Oracle informações cruciais relevantes à responsabilidade e danos resultantes, a Oracle ainda não sabe com precisão os prejuízos causados", afirmou a Oracle em processo encaminhado esta semana num tribunal em San Francisco, Califórnia.

"Mas, ainda assim, parece que os danos à Oracle, no mínimo, chegam às centenas de milhões de dólares e provavelmente a pelo menos um bilhão de dólares".

A SAP deu resposta em comunicado: "A Oracle especula amplamente sobre a quantidade dos danos alegados, mesmo depois de um ano da entrega do processo, a Oracle ainda se recusa a identificar com qualquer precisão a natureza ou quantia de danos alegados ou mesmo oferecer teorias nas quais se baseiam suas alegações".

A SAP admitiu que funcionários da TomorrowNow, especializados em suporte a cliente para os programas PeopleSoft e JD Edwards, fizeram downloads inapropriados de materiais da Oracle.

A SAP comprou a TomorrowNow em 2005, depois que a Oracle comprou a PeopleSoft, que em seguida comprou a JD Edwards -- na expectativa de explorar a incerteza entre os cliente da PeopleSoft e JD Edwards em como o a Oracle ofereceria suporte.

A Oracle, maior empresa de base de dados do mundo, investiu bilhões em aquisições nos últimos anos para desafiar a liderança da SAP na área.

(Reportagem de Georgina Prodhan)