Microsoft entra em virtualização com novo Windows Server

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008 11:45 BRT
 

SEATTLE (Reuters) - A Microsoft lançou a mais nova versão de seu sistema operacional Windows para servidores nesta quarta-feira, se posicionando no aquecido mercado de tecnologia de virtualização, que permite que um computador funcione como se fosse muitas máquinas.

O Windows Server 2008 representa o primeiro grande desafio da Microsoft à VMware, a líder no software de virtualização, ao incorporar essa tecnologia ao seu sistema operacional.

Por enquanto, a Microsoft venderá o Windows Server 2008 com uma versão de teste de sua tecnologia "Hyper-V", que acrescenta uma camada adicional de software que se posiciona entre o sistema operacional e o hardware. A companhia espera acrescentar o recurso completamente ao sistema dentro de seis meses.

O Windows responde por cerca de dois terços das vendas de sistemas operacionais para servidores, mas a Microsoft é vista como retardatária no segmento de virtualização, tecnologia que permite que os computadores utilizem sistemas operacionais Unix ou Linux em companhia de seu próprio software.

A virtualização representa um dos segmentos de mais rápido crescimento no setor de software, porque suplanta o modelo tradicional que torna uma máquina dependente de uma única tecnologia.

Antes do lançamento do Windows Server, a VMware havia anunciado na terça-feira um acordo para integrar seu software de virtualização aos servidores produzidos pela Dell, Hewlett-Packard e IBM .

Além do Windows Server 2008, a Microsoft também anuncia detalhes da atualização do software SQL Server, que deve chegar ao mercado no terceiro trimestre, depois de alguns atrasos, e da nova versão do software para desenvolvedores, o Visual Studio 2008.

As atualizações são parte de um novo ciclo de produtos na divisão de servidores e ferramentas de software da Microsoft, o terceiro maior negócio da empresa, atrás das divisões Windows e Office, que representam suas principais fontes de renda. A unidade de servidores e ferramentas responde por mais de 20 por cento do faturamento e do lucro geral do grupo.

O Windows Serve 2008, sucessor do Windows Server 2003, também vai levar a uma ampla transição para a arquitetura mais avançada de computação em 64 bits. A Microsoft vai distribuir o novo sistema em versões de 32 e 64 bits.