Ações da Alcatel-Lucent disparam com possível novo CEO

quarta-feira, 27 de agosto de 2008 15:11 BRT
 

PARIS (Reuters) - As ações da Alcatel-Lucent sobem nesta quarta-feira pelo segundo dia consecutivo diante da possibilidade de que Mike Quigley, ex-diretor de operações da companhia, venha assumir o posto de presidente-executivo.

Quigley poderá retornar à fabricante de equipamentos de telecomunicações, que vive um momento difícil, para substituir a recém-destituída Patricia Russo.

A Alcatel-Lucent tem divulgado uma sequência de perdas e receitas decepcionantes desde que começou a operar como empresa combinada em dezembro de 2006, na medida em que a fusão afugentou clientes e reduziu sua habilidade de competir em um período em que as pressões sobre os preços nunca foram mais fortes.

A cotação dos papéis, que chegou ao patamar mais baixo em seis anos em março, viveu o maior ganho entre as blue chips francesas nesta quarta e subiu até 6,35 por cento.

A notícia foi divulgada pela revista semanal francesa Le Canard nesta terça-feira. A empresa, entretanto, evitou confirmar a nomeação e Quigley não foi encontrado pela reportagem.

Stuart Jeffrey, analista da Lehman Brothers, disse que "Mike Quigley conhece a Alcatel muito bem, entende a indústria e sempre teve um bom relacionamento com os investidores".

Antes da fusão, Quigley foi visto como um sucessor natural de Serge Tchuruk, presidente-executivo da Alcatel. Mas ele foi preterido, assim como outros, quando a presidente da Lucent Patricia Russo foi escolhida para comandar a companhia que nasceu da fusão.

Russo e Tchuruk renunciaram aos cargos no mês passado, depois que a empresa reportou o sexto trimestre consecutivo de perdas.

(Reportagem de Matt Gil)