Sony crê que joint venture com Ericsson precisa render mais

quarta-feira, 27 de agosto de 2008 16:43 BRT
 

FRANKFURT (Reuters) - A joint venture da Sony com a fabricante de celulares Ericsson precisar apresentar melhor desempenho, afirmou o presidente-executivo da Sony, segundo um jornal alemão desta quarta-feira.

Quando perguntado se a Sony planeja acabar com a joint venture, Howard Stringer disse ao Die Welt: "O ano certamente tem sido difícil mas obter um parceiro nunca é fácil".

A Sony reduziu sua previsão de lucro do grupo para o ano até março em 17 por cento, citando uma queda nas operações da Sony Ericsson e enfraquecimento nas perspectivas para sua divisão de eletrônicos em meio a forte competição.

"Precisamos trabalhar juntos novamente como fizemos há dois anos, ou a joint venture terá que encontrar sua própria solução", apontou Stringer.

Ele acrescentou que é difícil para a empresa ser o mais hábil possível quando se trabalha numa joint venture.

"Você sempre está ocupado em discussões e negociações. Nós e a Ericsson estamos sempre discutindo formas de tornar a Sony Ericsson o mais bem sucedida que ela pode ser", acrescentou.

(Reportagem de Sylvia Westall)