Microsoft prorroga em 5 meses prazo para fim de vendas do XP

sexta-feira, 28 de setembro de 2007 09:28 BRT
 

SEATTLE (Reuters) - A Microsoft planeja continuar vendendo seu sistema operacional Windows XP até o final de junho de 2008, o que retarda a transição planejada para o Windows Vista, mais novo, em cinco meses.

A maior produtora de software do mundo lançou o Windows Vista em janeiro, com planos de encerrar as vendas do sistema operacional anterior, o Windows XP, em 30 de janeiro de 2008.

A Microsoft anunciou que a decisão de prorrogar as vendas era resposta a reações dos fabricantes de computadores, segundo os quais continuam havendo consumidores que desejam comprar o sistema operacional mais antigo.

Alguns consumidores expressaram insatisfação com o Vista porque ele é incompatível com uma série de programas e aparelhos. Os requerimentos de hardware para ele também são significativamente mais altos do que muitos computadores mais antigos são capazes de atender.

A empresa não atribuiu importância à insatisfação com o Vista, dizendo que ele é o sistema operacional com as vendas mais rápidas na história da Microsoft. Pelo final de junho, a empresa havia vendido mais de 60 milhões de licenças do Windows Vista.

A Microsoft informou que os softwares mais vendidos dispõem agora de versões compatíveis com o Vista, e que o sistema operacional aceita 2,2 milhões de aparelhos e periféricos. Sistemas operacionais Windows equipam 95 por cento dos computadores no mundo.

A empresa informou ainda que sempre manteve seus sistemas operacionais antigos disponíveis por dois anos para os consumidores depois do lançamento de uma versão nova, mas que no caso do Vista havia decidido reduzir o prazo a um ano.

"Fomos um pouco ambiciosos ao imaginar que só precisaríamos manter o XP disponível por mais um ano, depois do lançamento do Vista", disse Mike Nash, vice-presidente da Microsoft.

A empresa prevê que as vendas do XP responderão por 22 por cento do faturamento com sistemas operacionais no ano fiscal que se encerra em junho, com o restante cabendo ao Vista. A Microsoft deve atualizar essa projeção ao anunciar seus resultados trimestrais, em outubro.