Comissão Européia nega decisão provisória sobre Intel

quarta-feira, 28 de maio de 2008 13:28 BRT
 

BRUXELAS (Reuters) - A Comissão Européia negou vigorosamente na quarta-feira que tivesse chegado a uma decisão provisória em sua investigação antitruste sobre a maior fabricante mundial de chips, a Intel .

"Não existe decisão provisória ou interna sobre este caso. A investigação continua ativa e em curso", disse Jonathan Todd, porta-voz da União Européia para assuntos de competição, em comunicado a jornalistas.

O Financial Times Deutschland, citando fontes em Bruxelas, informou que a autoridade de defesa da competição da União Européia planeja tomar medidas contra as práticas de vendas e distribuição da Intel, e que publicaria uma decisão oficial a respeito nos próximos meses.

Em uma refutação especialmente firme, Todd afirmou que o artigo era enganoso e um exemplo de "jornalismo irresponsável".

O jornal afirmou que a União Européia quer impedir que a Intel venda microprocessadores com descontos a fabricantes de computadores.

Também afirmou que as autoridades proibiriam a produtora de chips de subsidiar custos publicitários dos varejistas, ao menos se exigisse deles exclusividade, em troca.

Chuck Mulloy, porta-voz da Intel para assuntos jurídicos, disse à Reuters que "até onde estamos informados, nenhuma decisão foi tomada. Continuamos a trabalhar com a Comissão a fim de tentar convencê-los de que nossas práticas de negócios respeitam estritamente a lei".