Oracle amplia acusações em processo contra a SAP

segunda-feira, 28 de julho de 2008 16:39 BRT
 

BOSTON (Reuters) - A Oracle Corp. ampliou o processo que move contra a SAP nesta segunda-feira, afirmando que executivos do conselho de administração da rival alemã sabiam que a TomorrowNow estava envolvida em atividades ilegais antes de ser comprada pela SAP.

A Oracle ingressou com um processo contra a SAP em março de 2007, acusando a unidade TomorrowNow, de serviços de manutenção de software, de usar ilegalmente logins de clientes para se apropriar de materiais protegidos por direitos autorais do site da Oracle.

Em um adendo ao processo que cita documentos internos da SAP, a Oracle disse que quatro membros do conselho de administração da SAP, incluindo o presidente-executivo Henning Kagermann, receberam um documento confidencial em 7 de janeiro de 2005 que "deixava claro que a TomorrowNow não operava legalmente".

O porta-voz da SAP Saswato Das disse que a companhia iria responder às alegações dentro do processo até 11 de setembro.

"Nosso time jurídico está trabalhando para responder antes desse prazo", disse ele.

O porta-voz afirmou que Kagermann não estava imediatamente disponível para comentários.

(Reportagem de Jim Finkle)