February 28, 2008 / 1:38 PM / in 9 years

CORREÇÃO-OI tem resultado recorde em 2007, faz mistério sobre SP

5 Min, DE LEITURA

(Corrige volume do caixa da empresa no 10o parágrafo de R$3,7 bilhões para R$6,7 bilhões)

Por Alberto Alerigi Jr.

SÃO PAULO (Reuters) - O grupo de telecomunicações Oi teve lucro recorde em 2007 e prepara para o segundo semestre lançamento de operação celular em São Paulo que faz parte de um pacote de investimentos de 4 bilhões de reais em 2008, montante quase duas vezes maior que o aplicado ano passado.

A unidade móvel do grupo teve lucro líquido de 456 milhões de reais em 2007, num salto de 230,4 por cento na comparação com o resultado obtido um ano antes e que ajudou a catapultar o ganho consolidado da Oi em 80 por cento no período, para 2,36 bilhões de reais.

Mas o resultado também recorde da móvel pode não se sustentar em 2008 em relação a 2007 por conta dos custos da entrada em São Paulo, onde a Oi será a quarta empresa a operar, e do início da operação de terceira geração (3G) em sua atual região.

"Uma start up é sempre uma start up. Sempre começa com mais custos que receitas, mas no médio prazo a gente espera que a entrada em São Paulo ajude no balanço da companhia", afirmou em teleconferência com jornalistas o diretor de finanças da Oi, José Luís Salazar.

Fazendo segredo sobre o lançamento da operação celular em São Paulo, Salazar informou apenas que o início na região se dará no segundo semestre em segunda (2G) e terceira gerações.

"Nós seremos em São Paulo uma empresa de telefonia móvel e banda larga com o 3G (...) A gente vai naturalmente disputar os clientes já existentes e também aqueles clientes que vão existir em virtude do aumento da penetração (do celular) em São Paulo", disse Salazar, acrescentando que 65 por cento da população do Estado usa celular, enquanto no Rio de Janeiro a taxa é de 75 por cento.

A Oi espera que sua base celular em sua atual região (Estados do Nordeste mais Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Amazonas, Pará, Amapá e Roraima) alcance cerca de 18 milhões de clientes, ante cerca de 16 milhões em 2007, sem incluir os novos usuários que serão obtidos em São Paulo.

Caixa Forte

Dos 4 bilhões de reais que a Oi investirá este ano, 2,3 bilhões de reais irão para telefonia fixa e móvel em sua atual região, 400 milhões de reais serão para preparar seus sistemas para a portabilidade numérica --que tem que estar pronta em março de 2009-- e o 1,3 bilhão restante será para os novos negócios, principalmente São Paulo e 3G na atual área de operação da empresa.

Valores de eventuais aquisições não estão incluídos na conta. A holding Telemar Participações, controladora da Oi, negocia a compra da Brasil Telecom para a formação de um grande grupo de telecomunicações com capital nacional.

Para fazer frente aos investimentos, Salazar explicou que a companhia poderá usar o caixa, que acumula 6,7 bilhões de reais, "temos ainda linha com BNDES que foi contratada em 2006 para o triênio até 2009 no valor de 2,7 bilhões de reais e estamos negociando linhas com alguns bancos ligados a fornecedores, como Banco de Desenvolvimento da China", disse Salazar. Ele evitou fazer projeção de investimento para 2009.

O executivo informou ainda que a empresa "está abaixo do que deveria ser um nível ótimo de endividamento, mas estamos com essa postura conservadora porque se surgirem oportunidades de aquisição teremos capacidade de alavancagem para fazer investimentos".

NÚMEROS

A geração de caixa da Oi medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) cresceu 6,5 por cento em 2007, para 6,501 bilhões de reais. A margem Ebitda, enquanto isso, evoluiu 0,8 ponto percentual, para 37 por cento.

A companhia encerrou o ano passado com faturamento de 17,584 bilhões de reais, aumento de 4,2 por cento sobre 2006.

Em termos de clientes, a Oi finalizou 2007 com 14,22 milhões de linhas fixas em serviço, queda ante as 14,39 milhões de dezembro de 2006.

Na banda larga, a base cresceu para 1,52 milhão e a previsão para 2008 é atingir os 2,1 milhões de usuários.

(Edição de Cláudia Pires)

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below