Lucro da Sony cai no 2o tri cai pressionado por celulares

terça-feira, 29 de julho de 2008 10:58 BRT
 

Por Kiyoshi Takenaka

TÓQUIO (Reuters) - A Sony sofreu uma queda de 47 por cento no lucro trimestral, acima das expectativas, e reduziu projeções de desempenho, prejudicada pelos problemas em sua joint-venture de celulares com a Ericsson . Mas a rival Matsushita quase dobrou seus ganhos no período por conta de alta nas vendas de televisores de tela plana.

A Sony reduziu sua projeção de lucro líquido para o ano fiscal que se encerra em março em 17 por cento, mencionando os problemas na Sony Ericsson e as perspectivas em queda de sua divisão de eletrônicos, dadas as tentativas de rivais para superarem suas câmeras Cyber-shot e computadores Vaio em termos de preços.

A Matsushita Electric Industrial, em contraste, manteve perspectiva de desempenho anual, que supera as expectativas do mercado, e está aproveitando a forte demanda por sua marca Panasonic de televisores de plasma, alimentada pela Olimpíada de Pequim.

A desaceleração econômica nos Estados Unidos, a valorização do iene e os preços mais elevados do combustível e das matérias-primas vêm prejudicando a lucratividade da maioria dos exportadores japoneses. Mas os analistas afirmam que o efeito sobre a Sony vem sendo especialmente forte.

"Em termos gerais, os resultados da Sony me deram a impressão de que a empresa está em uma situação difícil", disse Kahuzaru Miura, analista do Daiwa Institute Research. "A divisão de eletrônicos parece enfrentar situação especialmente séria, prejudicada por quedas acentuadas de preços."

O lucro líquido da Sony ficou em 35 bilhões de ienes (326 milhões de dólares) no período abril-junho, ante 66,5 bilhões de ienes um ano antes, e abaixo da estimativa de 52,5 bilhões de ienes de três analistas consultados pela Reuters Estimates.

O faturamento subiu em 0,1 por cento, para 1,98 trilhão de ienes.

A Canon, outra exportadora japonesa de bens de alta tecnologia que concorre com a Sony em câmeras digitais, anunciou na semana passada que seu lucro operacional caiu 12 por cento no trimestre devido ao iene forte e à demanda fraca por copiadoras.

Mas a Matsushita contrariou a tendência e anunciou alta de 86 por cento no lucro líquido trimestral, para 73 bilhões de ienes.