ENTREVISTA-Criador de "Metal Gear" é frio sob pressão

quinta-feira, 29 de maio de 2008 12:10 BRT
 

SAN FRANCISCO (Reuters) - A pressão sobre Hideo Kojima pode ser grande, mas o criador da franquia de jogos de videogame "Metal Gear Solid" é frio como gelo.

O game chega ao mercado no mês que vem é um dos lançamentos mais antecipados do ano. Ele não somente irá consolidar uma década das aventuras de espionagem militar do protagonista bigodudo Solid Snake, como também se espera que impulsione as vendas do console PlayStation 3, da Sony, e ajude a reduzir a diferença da plataforma para o Xbox 360, da Microsoft.

O talento de Kojima para detalhes e histórias intrincadas lhe renderam a reputação de um dos maiores desenvolvedores de games do mundo, perto de Will Wright, criador do "The Sims" ou mesmo Shigeru Miyamoto, criador do Mario, da Nintendo.

Criado pela japonesa Konami, os três títulos anteriores da franquia venderam mais de 17 milhões de cópias pelo mundo.

Kojima conversou com a Reuters sobre o lado positivo da pressão e o motivo pelo qual se considera pronto para dizer adeus à sua série.

P: Há muita expectativa de que "Metal Gear Solid 4" ajudará a venda de mais PS3s. Isso cria mais pressão em você?

R: "De fato, há pressão. Sempre há pressão. Mas não estou falando de pressão de uma forma negativa. Posso usá-la para dar mais de mim no que estiver fazendo. Neste sentido há uma pressão positiva."

P: Fale duas ou três coisas sobre o jogo que o tornam diferente não somente dos títulos anteriores da série mas de outros games por aí. O que o torna único?

R: "A série MGS sempre foi do estilo ação, ou como eles chamam agora de ação-espionagem. Dessa vez o cenário é uma zona de guerra ou um campo de batalha, o que é uma experiência única. É uma área de guerra, então há disparos enquanto o lado A luta contra o lado B, mas há muita liberdade então você pode tirar vantagem de estar numa zona de guerra e encontrar várias formas de jogar".   Continuação...