Vivo reverte prejuízo e lucra R$89,61 mi no 1o tri

quarta-feira, 30 de abril de 2008 08:56 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Vivo, maior operadora celular do país, reverteu prejuízo e fechou o primeiro trimestre com lucro líquido de 89,61 milhões de reais no primeiro trimestre, o terceiro resultado positivo consecutivo obtido pela empresa.

O balanço foi apoiado por aumento na base de clientes que resultou em aumento de receita e melhora operacional com reduções de custos. No quarto trimestre, o lucro da operadora havia sido de 28,4 milhões de reais.

A companhia teve geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) de 961,2 milhões de reais, acima dos 757 milhões de reais um ano antes. O Ebitda do trimestre passado foi o maior dos últimos cinco trimestres, segundo a empresa.

A margem Ebitda encerrou março em 28,8 por cento, ante 26,6 por cento no primeiro trimestre de 2007.

A Vivo teve receita líquida de 3,33 bilhões de reais de janeiro a março, avanço de 16,9 por cento sobre igual período do ano passado. O destaque ficou por conta do faturamento com serviços de dados, que saltou 47,7 por cento, para 315 milhões de reais.

A receita média por cliente (Arpu na sigla em inglês) ficou praticamente estável em 29,8 reais no trimestre passado, enquanto a provisão para cobertura de devedores duvidosos recuou 24 por cento, para 81,7 milhões de reais.

Os custos com pessoal caíram oito por cento e o item outras despesas operacionais despencou 69 por cento, para 31,7 milhões de reais. Apesar disso, os custos operacionais totais subiram cerca de 14 por cento, pressionados por aumento de impostos e gastos maiores com interconexão.

O total de clientes somou 34,32 milhões, avanço de 18,2 por cento sobre o primeiro trimestre do ano passado.

(Por Alberto Alerigi Jr.)