Lucro trimestral da Siemens cai, mas novos pedidos agradam

quarta-feira, 30 de abril de 2008 10:51 BRT
 

Por Nicola Leske

MUNIQUE (Reuters) - A Siemens, maior companhia de engenharia da Europa, divulgou nesta quarta-feira um número maior de pedidos e encargos de reestruturação ligeiramente melhores que as expectativas. As informações impulsionavam as ações da companhia, apesar de uma queda de 67 por cento no lucro líquido trimestral.

Em meio a uma grande revisão para encerrar um escândalo mundial de corrupção, a empresa que fabrica desde turbinas até trens alertou em março que revisões em três divisões significaria um impacto de cerca de 900 milhões de euros nos lucros.

Os encargos extraordinários chegaram perto de 860 milhões de euros, segundo o presidente-executivo da empresa, Peter Loescher. Ele acrescentou que as revisões serão completadas até o fim do terceiro trimestre fiscal da empresa, em 30 de junho.

Loescher afirmou que os novos pedidos no segundo trimestre indicaram que a empresa "tem boas oportunidades de crescimento no futuro" depois de terem subido 15 por cento, para 23,4 bilhões de euros.

O lucro líquido no segundo trimestre caiu 67 por cento, para 412 milhões de euros (640,6 milhões de dólares), um pouco abaixo da previsão de 415 milhões de euros de analistas ouvidos pela Reuters.

O lucro operacional caiu para 1,2 bilhão de dólares, ante 1,78 bilhão de dólares no mesmo período do ano anterior, mas superou as expectativas.

As ações subiam 3 por cento, às 10h50 (horário de Brasília).

Loescher afirmou que está "cuidadosamente otimista" sobre o segundo semestre, mas alertou que a crise no setor financeiro pode se espalhar para outros setores.

A empresa espera que a receita, excluindo-se aquisições, cresça duas vezes mais rápido que o crescimento econômico global neste ano fiscal.

A Siemens está sendo investigada por autoridades em vários países por pagamentos supostamente feitos para consultores entre 1999 e 2006 que são suspeitos de serem subornos. A própria companhia está investigando transações no valor de 1,3 bilhão de euros.