Inovações da Web vão impulsionar produtividade, diz Cisco

terça-feira, 23 de setembro de 2008 16:04 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - O presidente-executivo da Cisco Systems, John Chambers, disse na terça-feira que inovações em tecnologia de Internet, como comunicações por vídeo online, deverão impulsionar o aumento da produtividade de economias globais na próxima década.

O crescimento da produtividade dos Estados Unidos tem ficado travado em torno de 1 a 2 por cento nos últimos anos, em contraste com taxas de mais de 3 por cento no final dos anos de 1990, quando o investimento em tecnologia da informação estimulou o crescimento a uma "nova economia".

Chambers, que falou durante o World Business Forum, disse que tecnologias avançadas, como videoconferência em alta-definição e vídeos de entretenimento para telefones móveis, poderão ajudar a economia a recuperar maior crescimento.

"Eu acredito que nós veremos para a próxima década a produtividade saindo do nível atual de 1 a 2 por cento para, novamente, rumar para a faixa entre 3 e 5 por cento", disse Chambers, chefe da maior fabricante de equipamentos de rede do mundo.

Economistas dizem que maior produtividade permite que economias cresçam mais rápida de uma maneira mais sustentável, sem afetar a inflação.

As visões econômicas de Chambers pesam sobre Wall Street devido a suas conexões estreitas com importantes autoridades, como o chairman do Federal Reserve, Ben Bernanke. Além disso, mudanças em investimentos de empresas em tecnologia afetam a Cisco diretamente.

Chambers disse recentemente que vê sinais da economia apontando para direções diferentes e que os desafios devem surgir no curto prazo.

A meta de crescimento de receita a longo prazo da Cisco é de entre 12 e 17 por cento, apesar de ter caído abaixo disso nos últimos trimestres enquanto a companhia expande seus negócios com roteadores para oferecer uma gama mais ampla de produtos e serviços.