Digg recebe injeção de capital de US$28,7 mi e prevê expansão

quarta-feira, 24 de setembro de 2008 16:58 BRT
 

SAN FRANCISCO (Reuters) - O Digg, principal site de compartilhamento de notícias, recebeu uma nova injeção de capital de 28,7 milhões de dólares, o que permitirá que a companhia se expanda internacionalmente e atravesse o momento não tão favorável para os negócios da Web.

O presidente do conselho, Jay Adelson, disse que a companhia recebeu o investimento Series C concedido pela Highland Capital Partners para financiar a expansão internacional do Digg, além de possibilitar a expansão para outras línguas além do inglês. A rodada inclui investidores anteriores como o Greylock Partners, o Omidyar Network e o SVB Capital.

A companhia consiste em um site de quatro anos de idade que permite que usários aprovem ou desaprovem matérias em um sistema de classificação online. O método é popular em parte por se tornar um medidor de popularidade e parcialmente por ser um meio de medição de audiência em larga escala, e serve como um editor e um filtro de notícias que chegam.

O Digg informou que sua audiência global duplicou no último ano, para 30 milhões de visitantes mensais. Os botões que caracterizam o serviço, nos quais aparecem a expressão "Digg this", agora aparecem abaixo de notícias em mais de 25 sites de notícias dos Estados Unidos, incluindo o site do New York Times, da Fox News, da BBC, do Sports Illustrated, do WSJ.com e da Reuters.

Em adição a suas ambições internacionais, o investimento será usado para dobrar o número de empregados da empresa com sede em São Francisco, na Califórnia, até o fim de 2009, ante 70 empregados atualmente.

Foi necessário um total de 40 milhões de dólares em três rodadas desde que o site foi fundado há quatro anos por Adelson, um investidor da era ponto-com, e por Kevin Rose, ex-jornalista de tecnologia que se tornou ícone do fenômeno da Web 2.0.

A nova injeção de investimentos segue um esforço feito pelo banco Allen & Co para vender a companhia no ano passado, incluindo grandes empresas de tecnologia e companhias de mídia. Informações não confirmadas dizem que o preço de oferta do Digg era de cerca de 150 milhões de dólares.

(Reportagem de Eric Auchard)