Yahoo diz que vai transformar anúncios na Web com novo sistema

quinta-feira, 25 de setembro de 2008 13:39 BRT
 

Por Yinka Adegoke

NOVA YORK (Reuters) - O presidente-executivo do Yahoo afirmou que o novo sistema da empresa tornará a publicidade na Internet mais barata e mais fácil para os editores de sites e anunciantes.

Jerry Yang, presidente-executivo do Yahoo, informou à Reuters em entrevista que anunciantes e empresas de conteúdo se beneficiariam de um processo mais eficiente que permitirá que vendam seus produtos e serviços em mais de um site por vez.

Yang disse que o sistema, chamado APT, será muito mais simples do que o atual processo de vender anúncios em formato banner a centenas de sites --um modelo demorado cujas raízes estão na mídia tradicional, como a televisão e os jornais.

"O sistema permite que equipes de vendas realizem operações cruzadas, e nos oferece visibilidade sobre os preços que estão sendo praticados, e onde", disse Yang, afirmando que a plataforma transformará a ineficiência do setor na Web.

O Yahoo espera construir um sistema tão eficiente para a venda de anúncios em formato banner quanto aquele que o Google desenvolveu para a venda de publicidade vinculada a buscas. O sistema do Google, líder de mercado, funciona em larga medida de maneira automática, acionado por um processo de leilão.

O Departamento da Justiça dos Estados Unidos está estudando se uma parceria comercial entre Google e Yahoo, que juntos detém quase 80 por cento do mercado de buscas, violaria as leis de defesa da concorrência.

O primeiro parceiro do Yahoo no APT serão os sites dos 800 jornais do NewsPaper Consortium, que inclui o MediaNews Group.

O grupo começará a adotar o APT no quarto trimestre, e a partir do início de 2009 colocará o estoque de espaços publicitários do Yahoo, bem como o de outras empresas de conteúdo e anunciantes, no sistema.

Ben Schachter, analista do UBS, disse que os rivais do Yahoo estão trabalhando em planos semelhantes.

"Dada a escala e a posição do Yahoo como líder em publicidade tipo banner, eles precisam agir para não perder", afirmou Schachter em nota a clientes. "O problema é que o histórico do Yahoo em termos de execução nos últimos anos nos leva a temer que possam perder."

 
<p>Jerry Yang, presidente do Yahoo, chega a confer&ecirc;ncia nos Estados Unidos em julho. Yang afirmou nesta quinta-feira que o novo sistema da empresa tornar&aacute; a publicidade na Internet mais barata e mais f&aacute;cil para os editores de sites e anunciantes.</p>